Vaticano: Jubileu da Misericórdia com atenção aos marginalizados

Cidade do Vaticano, 05 mai 2015 (Ecclesia) – O Vaticano apresentou hoje o calendário de celebrações para o Jubileu da Misericórdia convocado pelo Papa (8 de dezembro de 2015-20 de novembro de 2016), com atenção às “periferias” existenciais.

O presidente do Conselho Pontifício para a Promoção da Nova Evangelização referiu em conferência de imprensa que Francisco vai realizar gestos simbólicos de “proximidade e atenção aos pobres, aos que sofrem, aos marginalizados e a todos aqueles que precisam de um sinal de ternura”.11021529_1460707184221012_5177283453790600388_o

“Como sinal concreto da caridade do Papa, que permaneça como memória deste Jubileu, será realizado um gesto significativo indo ao encontro de uma realidade necessitada no mundo, para exprimir a Misericórdia numa ajuda concreta e realizável”, acrescentou D. Rino Fisichella.

Este responsável assinalou que o calendário das celebrações inclui momentos com “uma grande afluência de pessoas”, o primeiro dos quais, de 19 a 21 de janeiro, “dedicado a todos aqueles que trabalham na peregrinação”.

Já a 3 de abril, haverá uma celebração destinada a “todas as pessoas que se revêm na espiritualidade da misericórdia (movimentos, associações, institutos religiosos)”.

As pessoas do voluntariado caritativo, por sua vez, serão convocadas no dia 4 de setembro; a 9 de outubro, o calendário do jubileu vai celebrar “a Mãe da Misericórdia”.

A 24 de abril, o Vaticano convida os adolescentes que “após o Crisma são chamados a professar a fé”.

Um outro evento será destinado aos diáconos, a 29 de maio; no 160.º aniversário da Festa do Sagrado Coração de Jesus, a 3 de junho, celebrar-se-á o Jubileu dos Sacerdotes e a 12 de junho um “grande encontro dirigido a todos os doentes, às pessoas com deficiência e àqueles que com amor e dedicação cuidam deles”.

No dia 25 de setembro vai decorrer o Jubileu dos catequistas e a 6 de novembro assinala-se o dos presos, com a Santa Sé a estudar a possibilidade de alguns reclusos virem a celebrar com o Papa Francisco, na Praça de São Pedro, o Ano Santo.

O presidente do Conselho Pontifício para a Promoção da Nova Evangelização disse que o Papa “deseja que este Jubileu seja vivido em Roma, bem como nas Igrejas locais”, pelo que pela primeira vez na história é oferecida a possibilidade de abrir uma Porta Santa – “Porta da Misericórdia” – nas dioceses.

“Este é, por seu lado, um Jubileu temático: assenta fortemente no conteúdo central da fé e pretende recordar à Igreja a sua missão prioritária de ser sinal e testemunho da misericórdia em todos os aspetos da sua vida pastoral”, assinalou D. Rino Fisichella.

Este responsável recordou ainda o apelo feito pelo Papa Francisco aos judeus e aos muçulmanos para encontrar no tema da misericórdia “o caminho do diálogo e da superação das dificuldades que são de domínio público”.

O site  oficial do Jubileu, www.iubilaeummisericordiae.va, está disponível em sete línguas: italiano, inglês, espanhol, português, francês, alemão e polaco.

Fonte: Site Ecclesia

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s